São Paulo (11) 2366-3919 | Paraná (41) 3500-8965

Blog Ecar Despachante

Os veículos que possuem placas final 4 no Estado de São Paulo, devem regularizar sua situação e emitir seu novo CRLV até o dia 31/07.

Quem não regularizar a documentação até o dia 31, próxima terça-feira, pode ter o veículo removido ao pátio e receber multa de R$ 293,47, além de sete pontos na habilitação (infração gravíssima), caso continue a rodar com o documento em atraso em agosto.

Como licenciar?

O valor do licenciamento em 2018 é de R$ 87,38 para todo tipo de veículo. É preciso quitar possíveis débitos de IPVA, seguro obrigatório e multas, por exemplo.

Tem débitos?

Se você possui débitos, saiba que é possível regularizar a situação do seu veículo pagando em até 12x no cartão de crédito!

Acesse nosso portal de Licenciamento Online e faça sua consulta.

Compartilhe nas redes
 1

O licenciamento é uma responsabilidade anual de todos os proprietários de veículos. Sem o pagamento do licenciamento, o CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo não é emitido.

Os prazos de pagamento variam de acordo com o final da placa do veículo.

E se eu atrasar o pagamento?

Atrasar ou deixar de pagar o licenciamento, é uma infração gravíssima, com 7 pontos na CNH e multa de R$293,47.

Caso o não pagamento ocorra, a multa é somada ao valor da taxa de licenciamento, acrescido de juros de acordo com o valor do atraso.

Como pagar o licenciamento atrasado?

Você pode efetuar o pagamento de forma rápida e fácil!

Consulte gratuitamente a situação de seu veículo e parcele seus débtiso em até 12x no cartão de crédito.

Evite multa e juros, regularize seu veículo agora!!

 

Compartilhe nas redes
 Like

De acordo com o Renainf – Registro Nacional de Infrações de Trânsito, mais de 15 milhões de infrações foram registradas de Janeiro a Abril de 2018.

Dentre as mais cometidas ainda está a infração de velocidade superior à máxima permitida, avançar em farol vermelho e acreditem, a falta do cinto de segurança!! Infrações que colocam a vida do condutor e a de terceiros em risco.

As multas mais aplicadas em 2018:

RankingDescrição das Infrações AutuaçõesNúmero de multas aplicadas
1Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%9.847.108
2Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%1.670.621
3Avançar o sinal vermelho do semáforo ou a parada obrigatória1.093.948
4Transitar em local/horário não permitido pela regulamentação estabelecida1.002.529
5Falta do cinto de segurança788.391
6Estacionar em desacordo com a regulamentação especificada pela sinalização 630.303
7Deixar de efetuar registro do veículo em 30 dias579.332
Fonte: AutoPapo
Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

Em Março deste ano o Denatran suspendeu a Portaria 53 que, permitia o parcelamento de multas com o uso de cartões de crédito.

Porém ontem o Denatran informou que a suspensão dessa norma não impedirá o parcelamento das dívidas, já que a prática é respaldada pelo Contran – Conselho Nacional do Trânsito que tem força de lei.

Assim, órgãos e entidades que integram o Sistema Nacional de Trânsito e que já implementaram o sistema informatizado necessário à cobrança parcelada dos débitos veiculares seguirão aceitando cartões eletrônicos. Caso do Distrito Federal, onde os donos de veículos continuarão podendo optar pelo parcelamento das multas.

Fonte: R7

Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

Quem nunca passou por uma situação de ir viajar e todas as malas não caberem no porta-malas e assim acomoda o restante no banco de trás?

Ou até mesmo ir ao supermercado e colocar as compras no banco traseiro para “facilitar” a retirada das sacolas?

Todos nós, não é?

Mas você sabia que ocupar os bancos traseiros com objetos soltos podem acarretar em multa e pontos na CNH, além de comprometer a segurança dos passageiros?

No CTB – Código de Trânsito Brasileiro, existe o artigo 248, que diz:

é infração de natureza grave transportar em veículo destinado ao transporte de passageiros carga excedente fora do porta-malas.

Ou seja, transportar objetos soltos no veículo, gera penalização com 5 pontos na CNH com multa de R$195,23 e até a retenção do veículo.

Isso também vale para bolsas de mulheres ou mochilas. Os mesmos devem ser alocados no assoalho do veículo ou no porta-malas.

Fique atento e cuide de sua segurança!

Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

O prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar em 1º de setembro de 2018, informa resolução publicada nesta quinta-feira (8), no Diário Oficial da União.

A placa com novo padrão jé é usada na Argentina e deveria ter começado a ser adotada no Brasil em janeiro de 2016, mas foi adiada duas vezes: primeiro para 2017 e, depois, sem prazo específico.

Quando começa a valer a nova placa?

  • 1ª etapa começa em 1º de setembro de 2018;
  • Será válida para modelos zero quilômetro, veículos que passarem por processo de transferência de município ou propriedade, ou quando houver a necessidade de substituição das placas;
  • Os veículos usados terão até 31 de dezembro de 2023 para mudar.

Comprei carro agora, ele já terá a placa do Mercosul?

Ainda não. Os departamentos de trânsito de cada estado terão até 1º de setembro de 2018 para começar a emplacar com o padrão Mercosul.

Qual será o preço?

Ainda não existe uma definição de quais serão os valores de novas placas, que serão pagas pelos proprietários dos veículos, como é atualmente.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a nova resolução padroniza a produção das placas nacionalmente, o que pode diminuir seu custo.

Atualmente, os preços das placas variam de estado para estado. Em São Paulo, o par de placas sai por R$ 128,68, por exemplo, enquanto no Paraná o valor é de R$ 128,49.

Além disso, existem as taxas de vistoria e licenciamento que são definidas pelo Departamento de Trânsito (Detran) de cada estado.

E se o carro trocar de município ou dono?

Nesse caso, a partir de 1º de setembro, todas as trocas de cidade ou de dono no documento do veículo já serão com a introdução da nova placa. A placa do Mercosul será colocada no veículo também caso o proprietário precise trocar de placa por algum outro motivo.

Placa terá chip e QR Code

A nova placa vai ter uma tarja azul, bandeira do Brasil e outra configuração de letras e números. Além disso, contará com um chip e um código do tipo QR Code para facilitar a identificação dos veículos roubados ou clonados nos países do Mercosul.

Segundo o Denatran, também será possível o compartilhamento de dados com sistemas de cancelas e portões, que poderão ser utilizados em pedágios e estacionamentos.

Fim do lacre

Com as novas tecnologias empregadas para evitar falsificações, o Denatran informou que as novas placas não utilizarão mais o lacre. Em muitos casos, o lacre se rompia e devia ser reposto para o motorista ão ser multado. No Paraná, por exemplo, o lacre custa R$ 23,22.

Posso antecipar a troca?

De acordo com o (Denatran), fica facultativo ao proprietário antecipar a substituição da placa antes de 2023.

O que muda no visual da placa?

1- Mais letras e menos números

Em vez de 3 letras e 4 números, como é hoje, as novas placas terão 4 letras e 3 números, e poderão estar embaralhados, assim como na Europa;

2- Cores nas letras e números

Ao contrário do que acontece atualmente, em que a cor de fundo da placa muda conforme o tipo de veículo (comercial, diplomático, etc), nas novas placas a cor do fundo será sempre branca. As cores estarão nas letras e nos números.

Para veículos de passeio, cor preta, para veículos comerciais, vermelha, carros oficiais, azul, em teste, verde, diplomáticos, dourado e de colecionadores, prateado – ou seja, é o fim da famosa placa preta.

3- Estado e cidade com nome e brasão

O nome do país estará na parte superior da patente, sobre uma barra azul. Nome da cidade e do estado estarão na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões;

4- Tamanho

A placa terá as mesmas medidas das já utilizadas no Brasil (40 cm de comprimento por 13 cm de largura);

5- Contra falsificações

Marcas d’água com o nome do país e do Mercosul estarão grafadas na diagonal ao longo das placas, com o objetivo de dificultar falsificações. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. A tira é uma maneira de evitar falsificação.

Fonte: G1
Compartilhe nas redes
 1

Olá, tudo bem?

Muitas pessoas estão alterando suas habilitações e adquirindo a CNH Especial para conduzir veículos adaptados, ou seja, pessoas com deficiência e nos perguntam se podem, em caso de emergência, sendo capazes e por estarem habilitados, dirigir um carro com câmbio manual por exemplo.

E a orientação é a de que não, não podem!

De acordo com o CTB se forem parados por um agente de trânsito serão autuados é o que diz o artigo 162 do CTB:

Art. 162. Dirigir veículo:

VI – sem usar lentes corretoras de visão, aparelho auxiliar de audição, de prótese física ou as adaptações do veículo impostas por ocasião da concessão ou da renovação da licença para conduzir:

        Infração – gravíssima;

        Penalidade – multa;

        Medida administrativa – retenção do veículo até o saneamento da irregularidade ou apresentação de condutor habilitado.

Quando você tem sua habilitação especial emitida ela irá apresentar no campo observações uma ou mais letras que correspondem a uma tabela de restrições médicas do Detran, é ali que o agente de transito irá verificar se você esta ou não de acordo com a liberação concedida pelo Detran para condução do veiculo.

Segue o link da tabela caso queiram visualizar http://www.e-cnhsp.sp.gov.br/gefor/GFR/base/restricoesmedicas.do

 

Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

Vai viajar no Carnaval? Se sim, separamos 6 dicas para você fazer uma viagem tranquila e sem problemas;

1 – Faça uma revisão completa no carro. Verifique nível do óleo, pastilhas de freio, limpeza das velas, luzes dos faróis e das setas. Verifique a suspensão, o cinto de segurança e a parte elétrica do automóvel.

2 – Certifique-se de estar com os pneus em bom estado, calibrados e alinhados. Inclusive o estepe. Verifique o estado dos itens obrigatórios como triângulo, chave de roda e macaco.

3 – O motorista deve parar a cada duas horas para se alimentar e descansar antes de seguir viagem. Apenas ultrapasse em trechos de faixa tracejada e respeite o limite de velocidade.

4 – Verifique o peso apropriado para o seu veículo e não exceda o limite estipulado em manual. Evite colocar bagagens em locais que obstruam a visão. Respeite o limite de passageiros e certifique-se de que todos estejam com o cinto de segurança.

5 – Planeje seu trajeto, determine pontos de parada e um ritmo para a viagem. Procure viajar de dia e em boas condições climáticas, se possível.

6 – Esteja com o carro regularizado. Pague o seguro obrigatório, o IPVA e qualquer multa pendente. Com isso feito, realize o licenciamento de seu veículo.

Viajar é bom demais, siga as dicas, se beber não dirija e aproveite seu Carnaval!

Boa viagem!

Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

O verão chegou e o transporte de bicicletas e pranchas ficam mais intensos pelas rodovias, mas você sabia que existem regras para transportá-las? As normas para a condução de carga são estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e regulamentadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Transporte

Bicicletas – As bicicletas podem ser levadas em bagageiros traseiros ou de teto, desde que estejam completamente fixas. A bike não deve exceder a largura máxima do veículo nem tampar a placa e as luzes do carro, inclusive a terceira luz do freio. Outra forma de transportar uma bicicleta é levá-la em pé no teto, desde que presa no trilho.

Neste caso, a altura da bicicleta (na vertical, a partir do teto do carro) não pode ultrapassar a largura do veículo (na horizontal, de um retrovisor ao outro) e o motorista precisa ficar atento ao entrar em locais com altura limitada, como estacionamentos cobertos ou subterrâneo e túneis, evitando assim possíveis acidentes.

Pranchas – As pranchas de surfe devem ser levadas no teto, presas a racks fixos. Assim como as demais cargas, elas não podem ultrapassar os limites frontais e laterais do veículo e nem impedir, mesmo que parcialmente, a visibilidade do motorista. A regra vale também para todos os tipos de pranchas, como de stand up paddle.

Multa 

A penalidade para quem descumprir qualquer uma das regras de transporte pesa no bolso. Trata-se de infração grave com multa de R$ 195,23, cinco pontos na Carteira de Habilitação e retenção do veículo até que a situação seja regularizada. Se a bicicleta ou prancha se soltar e arrastar no asfalto a infração se torna gravíssima, com multa de R$ 293,47, mais sete pontos na CNH.

Fique atento a essas regras e tenha boas férias!!

Fonte. Detran/PR

Compartilhe nas redes
 Like

Olá, tudo bem?

Uma das mudanças no IPVA 2018 no Estado de São Paulo é que os proprietários dos veículos não irão mais receber o aviso do vencimento por carta.

A consulta derá ser feia através do site www.valoripva2018.fazenda.sp.gov.br, e será necessário fornecer o número do Renavam e a placa do veículo. Além do site a consulta também pode ser feitas nas redes bancárias.

De acordo com a Sefaz, “além de eliminar o risco de extravio de correspondências e contribuir com as boas práticas de sustentabilidade, ao tornar as informações sobre o IPVA disponíveis em ambiente digital, a Secretaria da Fazenda quer que o proprietário de veículos possa se informar e se programar para as datas de vencimento de imposto de uma forma simples, direta e acessível.”

A Secretaria da Fazenda disponibiliza canais eletrônicos de atendimento, pelo 0800-170 110 ou no Fale Conosco para que os contribuintes possam sanar suas dúvidas.

Imposto mais barato

Sim, o IPVA ficou cerca de 3,2% mais barato este ano, segundo a Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Os contribuintes podem pagar o IPVA 2018 em cota única no mês de janeiro, com desconto de 3%, ou parcelar o tributo em três vezes (nos meses de janeiro, fevereiro e março), de acordo com o final da placa do veículo. Também é possível quitar o imposto no mês de fevereiro, sem desconto.

Quem deixar de recolher o imposto fica sujeito a multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora com base na taxa Selic. Passados 60 dias, o percentual da multa fixa-se em 20% do valor do imposto.

Calendário IPVA 2018

Abaixo é possível verificar todos os vencimentos de acordo com os finais de placas

Compartilhe nas redes
 Like
Compartilhe nas redes